Sua empresa já utiliza o QR Code? Se a resposta é não, seu negócio pode estar ficando para trás. Entenda como, utilizando-o para melhorar a experiência do cliente!

O código de barras evoluiu! Um novo recurso gráfico conhecido como QR Code tem se tornado cada vez mais popular em diferentes segmentos de mercado e apresentado inúmeras possibilidades de uso. Algumas de suas aplicações estão sendo no setor de pagamentos e em pesquisas de satisfação.

Sua empresa já utiliza esse recurso? Se a resposta é não, seu negócio pode estar ficando para trás. Especialmente na pandemia do coronavírus, os recursos que dispensam contato físico têm recebido bastante destaque. O QR Code é um deles.

Neste artigo, você vai entender melhor o que é essa tecnologia e como ela pode ser utilizada no acesso a pesquisas com clientes. Leia o artigo e saiba mais!

O que é QR Code?

O termo QR Code deriva da expressão em inglês Quick Response Code (ou “código de resposta rápida”, em uma tradução livre). A diferença mais marcante em relação ao código de barras é o próprio gráfico. O QR Code apresenta uma sequência de pequenos quadrados em duas dimensões (horizontal e vertical), enquanto que o anterior utiliza apenas uma dimensão horizontal.

Esse desenho faz toda a diferença no que se refere à capacidade do código de guardar informações. Ao passo que o código de barras permite guardar apenas 20 caracteres, a versão bidimensional armazena 7 mil caracteres, além de permitir um escaneamento 10 vezes mais rápido.

Dessa forma, é possível aplicar o QR Code em diferentes atividades. Você pode codificar um link para direcionar para um aplicativo, um portal, um vídeo ou mesmo para fazer uma autenticação e realizar pagamentos.

O escaneamento do código também é bem simples. Para escaneá-lo, basta apontar a câmera do seu smartphone usando um aplicativo de leitor de QR Code.

QR CODE

Uma tecnologia à frente do seu tempo: como tudo começou?

Apesar de parecer atual, o QR Code tem mais de 25 anos. Essa tecnologia foi desenvolvida na fábrica de automóveis japonesa Denso-Wave em 1994 para catalogar peças de veículos dentro da linha de produção.

Demorou bastante para o recurso ganhar popularidade entre o grande público. Afinal, o primeiro smartphone com câmera só surgiu em 2000. Mas a aplicação começou a ser utilizada em celulares somente em 2003, uma vez que mesmo câmeras com qualidade VGA já eram capazes de ler o código.

Entretanto, os usuários — e as empresas — ainda ficaram receosos de utilizar QR Codes. Só que nos últimos anos, esse quadro mudou bastante, especialmente com a pandemia do coronavírus. Entenda o porquê!

O que mudou com a pandemia?

Com as medidas de distanciamento social ocasionadas por causa da pandemia do coronavírus, várias tecnologias, incluindo o QR Code, foram vistas como alternativas inteligentes para evitar o contato físico e manter os negócios funcionando.

Agora você vê QR Codes em shows a distância (as chamadas lives) de grandes artistas, em restaurantes com cardápio virtual, em formas de pagamento e até mesmo em formas de combate à doença.

Esses são exemplos do “novo normal”, situações que mudarão no mundo pós-pandemia. Uma vez que o usuário aprendeu e se familiarizou com a tecnologia, principalmente o público que não nasceu na era digital, esse conhecimento não vai mais ser perdido.

Em 2019, um estudo realizado pela Sociedade Brasileira de Varejo e Consumo mostrou que 82% dos varejistas pretendem utilizar a opção do código QR como meio de pagamento em suas lojas físicas. No cenário atual, esse número deve ser maior ainda.

Então, estamos na época certa para as empresas investirem em soluções que garantam uma melhor experiência de consumo aos seus clientes.

Como o QR Code pode melhorar a experiência do meu cliente?

Existem diferentes estratégias que os gestores podem adotar para utilizar o QR Code como forma de alavancar a experiência do cliente. Veja os principais deles que já estão a pleno vapor!

QR CODE

Formas de pagamento

O QR Code é uma das formas mais seguras para fazer transferências bancárias. Muitas empresas já utilizam a ferramenta, tais como PicPay, Rappi e Mercado Pago. Grandes bancos também estão na jogada.

Nesse caso, sequer é necessário ter uma maquininha. Basta apresentar o código ao cliente, seja na forma impressa ou no visor de algum dispositivo.

Ponto de venda

O QR Code também tem um grande potencial de ligar o online e offline no ponto de vendas da empresa, promovendo uma experiência omnichannel para o cliente.

A Mobly, por exemplo, que é uma empresa de imóveis originalmente online, abriu lojas físicas nas quais cada produto tem um QR Code. O cliente, se desejar, pode escanear o item e comprar online o móvel que está vendo presencialmente.

Da mesma maneira, é possível anexar o código a cada produto para direcionar o cliente a um link com mais informações sobre a compra, como vídeos, tutoriais ou mais detalhes caso o vendedor não esteja disponível ou não saiba responder.

Cupom promocional

Outra forma de utilizar um QR Code é enviando um código impresso junto aos produtos que o cliente comprou, como se fosse uma etiqueta. Essa estratégia de cross-selling consiste em oferecer um desconto promocional na segunda aquisição. Dessa maneira, o consumidor sente-se prestigiado com o cupom e motivado a fazer uma recompra.

O interessante é que esse cupom pode ser utilizado como presente, de modo que o cliente consiga enviá-lo para outras pessoas, como amigos e familiares.

Produtos e serviços

Os produtos já levam um código de barras que servem para identificá-los, mas como já mencionamos, isso é bastante limitado. O QR Code, porém, pode ser utilizado para apresentar informações dos produtos de uma maneira mais criativa por meio de plataformas digitais. A rede de supermercados Carrefour, por exemplo, facilita o rastreamento da origem de alguns alimentos por meio do código.

A Solvis também oferece o QR Code para acessar pesquisas de satisfação online. Se a sua empresa já é um de nossos clientes e dispara os links da sua pesquisa online, é possível transformar os links em QR Codes e colocá-los na embalagem do seu produto, no seu PDV.

Mesmo que você já use o totem, o código pode servir de forma complementar para captar a opinião do seu cliente em outros momentos.

Com a Solvis, também é possível utilizar o recurso para monitorar a qualidade do serviço prestado em diversos ambientes e ouvir a opinião do cliente mais facilmente.

Por exemplo, adesivos com QR Codes podem ser instalados em um ambiente específico. Ao capturar a imagem, o usuário pode ser direcionado a um link que lhe permite informar algum problema ou fazer um pedido de serviço para o local. Na sequência, a equipe responsável já recebe a notificação no app com a identificação do ambiente e o que deve ser feito.

As possibilidades de aplicação do QR Code são muitas. As empresas podem usar a criatividade para usar essa ferramenta de modo a aprimorar a experiência do cliente e fortalecer o relacionamento da marca com seu público.

Gostou da ideia? Então, saiba mais sobre nossas soluções de pesquisa por QR Code!